Go to content.

Quer saber mais sobre este produto?

Ligue para a Central Coloplast Ativa e fale com um especialista: 0800 285 8687 

Descrição do produto

Pele seca – um problema grave
Quase todas as pessoas com diabetes mellitus (tipos 1 e 2) sofrem de algum tipo de problema de pele. O problema mais comum é a xerose, também conhecida como pele extremamente seca. O fluxo sanguíneo deficiente nos pequenos vasos causa atrofia cutânea, queda dos pelos, esfriamento dos pés, distrofia nas unhas e pele muito seca. Neuropatia autônoma, que é uma complicação tardia frequente à diabetes, pode causar distúrbios na produção do suor, eritema periférico, edema, atrofia e até mesmo agravamento à pele seca. A pele seca não tratada pode desenvolver fissuras com risco de ulcerações (1). Além disso, quando o pé está exposto a maior pressão e atrito, o risco de se desenvolver úlcera nos pés é maior.

Prevenção de fissuras
A prevenção de úlceras é de extrema importância, pois além de causar desconforto significativo e inconveniência para a pessoa, pode também provocar uma amputação. A ulceração pode ocorrer quando há um aumento da calosidade e fissuras. Esta situação pode ser prevenida com o uso regular de um creme hidratante formulado para as necessidades do pé em pessoas com diabetes mellitus. Portanto, o Atrac-Tain® é um complemento importante para o cuidado dos pés, pois ajuda a pele a se manter intacta e, ao mesmo tempo, previne fissuras e ulcerações.

Desenvolvido e analisado em pés em pessoas com diabetes mellitus
O Atrac-Tain® foi desenvolvido para pessoas diabéticas e tem comprovação efetiva na prevenção e tratamento da xerose nos pés(1).

Nutre e hidrata a pele.
O Atrac-Tain® contém 10% de ureia e 4% de ácido láctico (alfa hidroxiácido, AHA [Alpha Hydroxy Acid]) Ambos os ingredientes são hidratantes nativos da pele (2-4). A ureia é um hidratante que penetra nas camadas externas do estrato córneo. O ácido láctico estimula a esfoliação da epiderme. A esfoliação faz com a pele se regenere, dando-lhe uma aparência mais suave. Tanto a ureia quanto o ácido láctico aumentam a hidratação do estrato córneo. Juntos, os dois hidratantes restauram a umidade e a elasticidade da pele desde suas camadas internas sem obstruir os poros. O Atrac-Tain® não contém conservantes, colorantes nem fragrâncias, minimizando o risco de reações alérgicas na pele sensível da pessoa diabética.

Composição
Água, ureia, palmitato de isopropil, palmitado de etilexil, estirato de glicerina, ácido láctico, álcool estearílico, sorbitol, lactato de amônia, ácido esteárico, cetearato-25, ceteareto-6 e álcool estearílico.

Uso
Ao iniciar, uma fina camada de creme é aplicada na pele de 2 a 3 vezes por dia. Após, a aplicação uma vez por dia assegura que a pele se mantenha elástica e forte. Não deve ser usado entre os dedos. O creme é fácil de usar e não deixa a pele oleosa.

REFERÊNCIAS
1. Dr. Pham, Dr. Veves, Deaconess Joslin Foot Center, Beth Deaconess Medical Center e Faculdade de Medicina de Harvard, Boston, Massachusetts, L. Exelbert, RN, MS, ACCE, A. Segal- Ovens RN, BSN, MSPH, CDE, The Diabetes Care Center no Baptist Hospital of Miami, Flórida, EUA: Estudo multicêntrico controlado em caráter duplo-cego de um hidratante contendo 4% de ácido láctico e 10% de ureia (em relação ao veículo para xerose dos pés em pacientes com diabetes).
2. Dr. Serup, Jørgen. PhD, estudo comparativo duplo-cego de dois cremes contendo ureia como princípio ativo. Publicado em ActaDerm Venereol, Supl. 177, 34-38, 1992.
3. Dr. Van Scott, Eugene, J. Et Yu, Ruey J., Ph.D., OMD, Actions of Alpha Hydroxy Acids on Skin Compartments (Ações dos Alfa Hidroxiácidos nos compartimentos cutâneos). Publicado no The Journal of Geriatric Dermatology, Vol. 3, abril de 1995.
4. Dr. Leyden, James J., Lavker, Robert M., Ph.D., Grove, Gary Ph.D. et Dr. Kaidbey, Kays, Alpha Hydroxy Acids are More than Moisturizers (Alfa Hidroxiácidos são mais do que hidratantes). Publicado no The Journal of Geriatric Dermatology, Vol. 3, abril de 1995.